A hora mais produtiva


Ambiente de Trabalho

SAPO Emprego

Faça o teste e descubra o seu momento.

Apesar de, para a maior parte de nós, as obrigações profissionais implicarem que nos levantemos cedo e trabalhemos durante um horário mais ou menos fixo, a verdade é que existem horas do dia em que nos sentimos naturalmente mais produtivos. É uma questão biológica e, ainda que contornável com algum esforço, dificilmente conseguimos evitar que, para alguns, as manhãs sejam tempo de esforço perdido e pouco rentáveis e, para outros sejam o melhor momento do dia, em plena actividade e motivação.
Ajudamo-lo a descobrir qual é, para si, o momento mais produtivo do dia.

1. Por regra, qual a primeira coisa que faz quando chega ao trabalho?
A. Começa a organizar o trabalho para o dia.
B. Consulta os seus emails.
C. Vai tomar um café.

2. Quando lhe cai um assunto importante “nas mãos”...
A. Começa imediatamente a trabalhar nele.
B. Certifica-se que terá prioridade sobre tudo o resto.   
C. Prepara-se para a ideia de fazer noitada...

3. Durante as férias ou fins-de-semana é habitual...
A. Levantar-se cedo para aproveitar bem o dia.
B. Acordar um pouco mais tarde, mas a tempo do almoço.
C. Dormir até tarde, para recuperar das noitadas.

4. A que horas se costuma deitar durante a semana.
A. Depende, mas o sono chega logo depois de jantar.
B. Cedo, para não ter tantas dificuldades a acordar.
C. Nunca antes das 2h.

5. As suas manhãs ideais...
A. São a despachar assuntos pendentes e adiantar trabalho.
B. Começam com um bom pequeno-almoço e exercício.
C. Limitam-se aos fins-de-semana.

6. Qual destes provérbios se adapta melhor a si?
A. Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer.
B. Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje.
C. Mais vale tarde do que nunca.

RESULTADOS:
Maioria de A’s: O típico “madrugador”
É o primeiro a chegar ao escritório e, ainda assim, está sempre bem disposto e com vontade de “deitar mãos à obra”. Não costuma ter problemas em saltar da cama bem cedo e, se possível, ainda dá um salto ao ginásio ou aproveita para fazer o seu “jogging” matinal. Gosta da sensação de “dever cumprido” e não deixa papelada acumular-se na sua secretária. Durante as manhãs, sente-se mais desperto e estimulado do que em qualquer outra altura do dia, e uma noitada de trabalho é o maior dos sacrifícios.

Maioria de B’s: O “vespertino”
Tem alguma dificuldade em começar o dia com a energia típica de um “madrugador”, necessitando de algum tempo para “despertar” ao seu próprio ritmo. Atingindo o seu pico de produtividade durante a tarde, pode aproveitar as manhãs para organizar agenda e definir prioridades ou para algumas actividades rotineiras que não necessitam de tanta concentração.  Ao contrário da maior parte das pessoas, não sofre da tão característica moleza após o almoço, e consegue perfeitamente agarrar-se ao trabalho com um ritmo alucinante que se prolonga até à hora de saída.

Maioria de C’s: O noctívago
É o que mais dificuldades tem em se “encaixar” nos normais horários de trabalho, sobretudo no que diz respeito às manhãs. Invariavelmente cansado, desatento e pouco produtivo antes do pôr-do-sol, não são raras as vezes em que o trabalho o obriga a maratonas fora de horas e pela madrugada fora. Por regra, são pessoas que preferem trabalhar sob pressão e individualmente, mas não deixam de cumprir as suas obrigações e, quando necessário, demonstram motivação necessária para uma alta produtividade.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego