Aprender uma nova língua


Desenvolvimento de Carreira

SAPO Emprego

Escolha o melhor método para si.

A maior parte das pessoas tem já consciência que, no mercado global em que vivemos hoje, a aprendizagem de uma língua estrangeira é, mais que uma mais-valia, um requisito essencial. No entanto, factores como a idade, a falta de tempo ou mesmo alguma “preguiça”, acabam por se sobrepor à possibilidade de, em qualquer altura, potenciar as suas perspectivas de carreira aprendendo uma nova língua ou sedimentando os seus conhecimentos linguísticos.
Ajudamo-lo a ultrapassar os obstáculos iniciais e a escolher o melhor método e acompanhamento para aprender um novo idioma.

Que língua aprender?
Antes de tomar a sua decisão deverá ter em mente determinados pressupostos que podem interferir directamente na sua escolha.
# Motivações pessoais: podem ser várias as razões que nos levam a preferir uma língua em detrimento de outra, uma ligação próxima a um país ou um povo ou uma curiosidade particular por determinada cultura.
# Necessidades profissionais: algumas funções exigem conhecimentos mais específicos numa língua ou a empresa em que trabalha pode ter uma proximidade com um país em concreto.
# Ligações territoriais: alguns países têm relações mais estreitas com outros, seja por questões históricas ou de proximidade territorial, facilitando o contacto e intercâmbio entre os seus povos.


Métodos de aprendizagem
# Auto-Aprendizagem: CDs, cassetes vídeo e áudio, livros de textos e de exercícios; existem muitas soluções disponíveis no mercado que poderá seguir ao seu próprio ritmo. Existem cursos de auto-aprendizagem em todas as línguas e em diversos níveis (de principiantes a avançados).

# Televisão e Internet: Muitas empresas oferecem cursos de línguas através de programas de televisão ou rádio e existem cada vez mais sítios Internet que oferecem cursos de línguas estrangeiras, por vezes com sons e imagens.

# Aulas com Professor: existem várias escolas que disponibilizam cursos de línguas para adultos, geralmente em horário pós-laboral. Este método tem a vantagem de permitir a partilha de conhecimentos e estimular relações de amizades que possam incentivar a aprendizagem. Por outro lado, sobressai a vantagem de ter um professor que o orienta em função das suas necessidades específicas.

# No trabalho: cada vez mais empregadores reconhecem a importância das competências linguísticas para o êxito das suas empresas. Muitas das grandes empresas oferecem cursos de línguas gratuitos ou subsidiados.  


Progressos
# O ritmo da aprendizagem varia de pessoa para pessoa, mas para ter bons resultados é necessário que dedique regularmente um pouco de tempo ao seu estudo. Normalmente, entre 2 a 4 horas por semana é suficientemente.

# Avalie continuamente os seus progressos. Muitos cursos incluem já testes para o ajudar a avaliar o que aprendeu e identificar os pontos que requerem maior atenção.  No caso das aulas, o acompanhamento e a avaliação tendem a ser contínuos.

# Tome iniciativas que possam ajudar a consolidar o que vai aprendendo: livros, filmes e revistas na língua em questão podem ser um  complemento muito útil à sua aprendizagem.

# Não tenha receio de praticar o que vai aprendendo sempre e onde for possível. Procure contactar com pessoas que falem esse idioma seja pessoalmente ou por correspondência. Neste caso, a Internet é uma ferramenta muito útil para facilitar o contacto com novas culturas e com o idioma que está a aprender.

#  Viajar é, claramente, a melhor forma de desenvolver as suas novas competências linguísticas, permitindo-lhe estabelecer contacto directo com a língua, a cultura e o povo.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego