Tempo perdido


Ambiente de Trabalho

SAPO Emprego

Onde se desperdiçam as horas de trabalho.

Para os especialistas de recursos humanos é de esperar que, em média, 30 minutos do tempo de trabalho diário sejam perdidos com actividades não laborais. Surpreendentemente (ou não!), alguns estudos recentes demonstram que o tempo médio "perdido" é quatro vezes superior ao estimado, rondando as duas horas diárias, sem incluir o período de almoço. Parece-lhe muito? Imagine então o que pode isso custar à sua empresa!
Fomos descobrir de que forma andam os profissionais a desperdiçar valiosas horas de trabalho.

Onde e como...
A maioria das pessoas admite que é na Internet que perde a maior parte do tempo. Redes sociais, blogs, email, instant messaging, ou mesmo os jogos online, surgem no topo da lista de factores distractivos no emprego. A verdade é que a Internet é um mundo fácil de explorar enquanto está sossegadamente sentado na sua secretária, fingindo-se concentrado com os seus imensos afazeres profissionais. E com tão grande tentação a um tão fácil alcance, como é possível resistir?

Porquê?
Mas será que ter um "entretenimento" imediato, e facilmente dissimulado é, por si só, uma desculpa? Parece-nos que não. Na realidade, estes estudos confirmam que grande parte dos trabalhadores aponta a falta de trabalho como motivo para a busca de outros meios de ocupar o seu tempo. Falta de trabalho ou, mais concretamente, a falta de estímulos profissionais. Facilmente conseguimos associar o desperdício de tempo como um sinal claro de desmotivação, de quem não se sente plenamente realizado  com o caminho escolhido e talvez um prenúncio de que estará na hora de mudar de emprego...

As consequências
Nos dias de hoje todos os riscos são demasiado elevados. Se ainda não sabia, fique a saber que existem diversos meios de monitorizar e controlar as “navegações” na web dentro do espaço de trabalho e que a generalidade das empresas já os utiliza. A verdade é que a falta de produtividade dos trabalhadores é prejudicial à empresa e estes pequenos “desvios” podem, justamente, vir a custar-lhe o emprego.

A solução
Se acha que horas de distracção já fazem parte da rotina, talvez esteja na hora procurar uma alternativa que lhe dê prazer e motivação para concentrar todas as suas energias e tempo. Já pensou que pode estar na hora de mudar de emprego?
Se realmente gosta do que faz, é melhor mudar rapidamente de atitude. Fale com o seu chefe e exponha a situação, solicitando que lhe sejam dadas novas tarefas e mais responsabilidades. De certeza que a sua proposta será recebida com abertura, e a sua honestidade e empenho será recompensada.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego