O desemprego dos colegas


Ambiente de Trabalho

SAPO Emprego

Ignorar não é solução!

Num cenário de crise como aquele em que vivemos, somos frequentemente confrontados com situações de desemprego próximas, por vezes até na empresa onde trabalhamos. Encarar um colega que foi dispensado pode ser bastante constrangedor. Saiba como agir para que este tipo de situação não se torne ainda mais difícil.


- Não deixe de reagir - Muitas vezes as pessoas não sabem o que dizer em momentos difíceis e optam por remeter-se ao silêncio. Por muito que lhe custe, mostre que lamenta a situação por que o seu colega está a passar, caso contrário poderá parecer insensível.


- Não tome partidos – Mesmo que sinta que se trata de uma injustiça, é importante que  preserve a sua posição, evitando falar mal do seu chefe ou da sua empresa. Isto pode ser tanto mais difícil quanto mais próxima for a relação com o colega em questão, no entanto não se esqueça que o seu próprio emprego está em causa.


- Mostre-se disponível para ajudar – Seja ouvindo com atenção o que o seu colega tem a dizer, seja ajudando-o activamente na procura de um novo emprego, é importante que “esteja lá” para o que for preciso.


- Procure encorajar o seu colega – Anime o seu colega, mas evite usar lugares comuns que não ajudam em nada e que até podem soar a falso como: “isto não é justo”, “sei pelo que estás a passar”, “isto até é melhor para ti” ou “não te preocupes”. É natural que não tenha todas as respostas e que nem sempre saiba o que dizer, ao assumir essa fragilidade acaba por ser mais autêntico.


- Despeça-se fora do trabalho – Se tem uma relação próxima com o seu colega, evite despedir-se no local de trabalho. Combinem um café ao final do dia, para que a transição seja mais simples e possam estar mais à vontade.


- Não alimente boatos – Neste tipo de situações é normal que surjam muitas conversas e teorias sobre os motivos que levaram ao despedimento. Tente não participar neste tipo de conversas. Da mesma, quando no futuro estiver com o seu colega evite entrar em grandes pormenores sobre o dia-a-dia da empresa.


- Mantenha-se em contacto (ou não) – Se o seu colega for próximo, os contactos futuros irão acontecer de forma natural. Ligue passados uns dias, mas não se sinta ofendido se o seu ex-colega não se mostrar muito à vontade. É possível que ainda esteja a aprender a gerir a situação em que se encontra. Tratando-se de uma pessoa com quem nunca teve grande ligação, não há necessidade de se comprometer com promessas que não tem intenção de cumprir.


- Não se sinta culpado – Algumas pessoas que “sobrevivem” ao despedimento de um ou vários colegas podem sentir-se culpadas por terem mantido o seu próprio emprego. Ao mesmo tempo o sentimento de insegurança pelo seu próprio emprego, solidão por ter ficado sem pessoas que lhe são próximas e até excesso de trabalho são também batalhas que poderá ter de travar. Sem grandes alarmismos, avalie a sua situação e tente perceber se deverá considerar começar a procurar um novo emprego.

 

 

 

 

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego