A Melhor Receita Para Começar Bem o Dia


Comportamento & Marketing Pessoal

SAPO Emprego

A influência do pequeno-almoço no desempenho profissional

Tomou o seu pequeno-almoço hoje? É comum ouvirmos dizer que esta é a refeição mais importante do dia e os profissionais de saúde e nutrição são unânimes ao reconhecer a sua importância. No entanto, e apesar de tantas recomendações, muitos de nós continuamos a ignorar esta refeição, optando por compensar o jejum matinal com um almoço mais reconfortante…
Ouvimos os especialistas na matéria, e recolhemos os principais argumentos de quem defende que um pequeno-almoço completo e equilibrado é a melhor receita para começar bem o dia!  

- Uma das principais funções do pequeno-almoço consiste em repor as reservas do organismo, que se encontram esgotadas após o longo jejum imposto por uma noite de sono. Assim, é natural sentir fraqueza, tonturas e dores de cabeça, sempre que se salta esta refeição.

- O desequilíbrio provocado pela ausência de pequeno-almoço repercute-se ao longo de todo o dia. Por regra, um jejum prolongado durante toda a manhã faz com que se sinta muito mais fome ao almoço, comendo muito mais do que seria necessário.

- Diversos estudos confirmam que, quem tem o hábito diário de tomar um bom pequeno-almoço tem mais facilidade em manter um peso regular e equilibrado.

- Para além dos benefícios para a saúde, também o bem estar é afetado por aquilo que comemos. As opiniões são unânimes em afirmar que quem toma um pequeno-almoço completo tem uma atitude mais positiva em relação ao dia de trabalho.

- Pelo contrário, quando o pequeno-almoço não é suficiente, a concentração e desempenho no trabalho ficam afetados. Este aspeto, assume particular relevância nos estudos efetuados com estudantes em altura de exames, cujos resultados médios eram inferiores sempre que saltavam a primeira refeição da manhã.

- O pequeno-almoço deve contribuir com cerca de 20 a 25% das nossas necessidades calóricas diárias. Isto não quer dizer que seja preciso comer uma grande quantidade de alimentos, é sim necessário que sejam incluídos os nutrientes certos e em quantidade e diversidade adequada.

- Tente fazer do pequeno-almoço uma refeição variada. Lacticínios (leite, iogurte, queijo), sumos, uma peça de fruta, pão, torradas, cereais e ovos são alguns exemplos de alimentos que pode incluir no seu pequeno-almoço.

- Se tiver tempo, opte por tomar o pequeno-almoço com alguma calma e, de preferência, sentado à mesa.

- Apesar de tudo ser melhor do que um “estômago vazio”, procure não abusar de pequenos almoço típico de café e um bolo. Apesar de parecem “inofensivos”, um queque ou um bolo de arroz têm elevadas quantidades de açúcar e gordura, contendo muito mais calorias do que as que seriam desejáveis.

- Para quem anda toda a manhã em correrias, os iogurtes, uma peça de fruta e duas tostas, pode ser uma solução rápida e muito saudável.

- Por último, procure integrar o pequeno-almoço na sua rotina matinal diária, tão importante como o tomar banho ou o vestir-se para o trabalho.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego