Entrar com o pé esquerdo


Primeiro Emprego

SAPO Emprego

Os piores erros que pode cometer no seu novo emprego.

Tal como um novo ano, uma mudança de emprego tem tanto de aliciante como de assustador. Se por um lado existe o estimulante desafio do “começar de novo”, ao mesmo tempo é impossivel não sentir algum receio em enfrentar o desconhecido.
E apesar de, pelo menos nos primeiros tempos, todos termos vontade de causar uma boa impressão e começar esta nova experiência da melhor forma, na verdade as expectativas nem sempre se concretizam e as coisas nem sempre correm da melhor forma.
Se vai mudar de emprego brevemente ou se está prestes a embarcar na sua primeira experiência profissional, saiba quais são os piores erros que pode cometer no seu novo emprego.

 - Perder muito tempo a tentar “reinventar a roda”.  Por vezes, quando não lhes é fornecida toda a informação disponível e não se sentem à vontade para expor as suas dúvidas aos colegas e chefes, os novos colaboradores acabam por gastar energias desnecessárias a tentar resolver problemas para os quais já foram encontradas soluções há muito tempo.

 - Tentar fazer TUDO.  Assumir uma carga de trabalho excessiva para tentar provar que é competente pode virar-se contra si. É importante que se mostre interessado, mas também deve levar em consideração o interesse da empresa, evitando comprometer-se com situações que não tem a certeza que vai ser capaz de cumprir.

 - Ficar frustrado.  É natural que demore algum tempo até que se comece a adaptar plenamente às suas novas funções. Um dos maiores erros que pode cometer é sentir-se frustrado e desanimar, só porque ao fim de pouco tempo continua a sentir que o seu desempenho está aquém do que é habitual. Dê tempo ao tempo.

 - Ignorar a cultura da empresa.  Da mesma forma que cada pessoa tem os seus hábitos e maneira de estar, todas as empresas acabam por criar os seus próprios processos e formar uma “personalidade”. Agir de forma contrária ou criticar abertamente os hábitos da empresa pode atrair para si o pior tipo de atenções. Alguns exemplos: falar alto quando toda a gente se mantém silenciosa, reclamar com o som do rádio, vestir-se de forma demasiado informal quando a regra é o vestuário formal.

 - “Expor-se” demasiado.  Algumas pessoas sentem uma grande facilidade em estabelecer relacionamentos e acabam por comportar-se de forma muito “íntima” demasiado cedo, o que pode causar estranheza nas outras pessoas que tenham uma forma de estar diferente. Mesmo que sinta uma grande empatia com alguns dos seus novos colegas, adie comportamentos e conversas mais pessoais para quando já souber melhor “quem é quem” ou pode correr o risco de apanhar uma grande decepção.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego