Anúncios anónimos


Procura de Emprego

SAPO Emprego

Serão realmente um "tiro no escuro"?

Já todos nos deparámos com ofertas de emprego com perfis aliciantes mas onde não é revelada a identidade da empresa para a qual se destinam. Para muitos candidatos, o anonimato das ofertas de emprego é gerador de desconfiança e, muitas vezes, o receio do “desconhecido” acaba por deixar escapar oportunidades que podiam ser a chave para uma melhor carreira.
Desvendamos os maiores mitos sobre os “anúncios anónimos “ e revelamos o que podem verdadeiramente esconder.

Os mitos

MITO 1 -  O “anónimo” esconde uma empresa desconhecida ou duvidosa. Nada mais falso! Pelo contrário, são as maiores e mais competitivas organizações que procuram preservar-se dos olhares da concorrência ou de eventuais candidatos que se possa atrair unicamente por um nome sonante.

MITO 2 - Empresas anónimas = Anúncios fraudulentos. Não é pelo campo da empresa que se define a idoneidade do anúncio em causa. Se o perfil, requisitos e função estão bem definidos e pormenorizadamente descritos, não deverá ser o anonimato encarado como um sinal de alarme.

MITO 3: O anonimato é uma fuga à lei. Muitos candidatos encaram os anúncios não identificados como um sinal de vínculos laborais pouco claros ou mesmo ilegais. Na verdade, em nada a divulgação do nome da empresa poderá levar a concluir quanto ao tipo de contrato que se irá estabelecer.

MITO 4 - O anonimato é uma estratégia de marketing. - De facto, são muitos os motivos que podem levar uma empresa a não revelar a sua identidade mas, normalmente, estão directamente relacionados com questões de Recursos Humanos ou com a própria politica da empresa. 

Os factos

# Ao nível da selecção para quadros de topo é frequente recorrer-se ao anonimato para melhor proteger toda a confidencialidade do processo;

# Sempre que uma empresa de maior dimensão se encontra em processos de reestruturação interna os anúncios anónimos são uma forma de se preservar do exterior, para não transmitir eventuais sinais de instabilidade;

# Em casos de fusão de empresas ou parcerias de negócio, o recrutamento de futuros colaboradores dos projectos que dai decorram é sempre feito sob total anonimato. Desta forma, evitam-se fugas de informação antecipada;

#  O anonimato pode, no entanto, ser uma armadilha para os candidatos. Por exemplo, no caso de colaboradores da própria empresa se candidatarem a estas ofertas de emprego, mostrando a sua vontade de mudança profissional.

# A ocultação de identidade do recrutador pode ser ainda uma forma de encontrar substituto para alguém em vias de abandonar a empresa, sem que esta tenha de tomar conhecimento da sua susbtituição.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego