Encontre o emprego certo

Tem 30.865 ofertas que pode consultar


Este anúncio já não se encontra disponível



Sugerimos que utilize as ferramentas de pesquisa para consultar outras oportunidades de acordo com o seu perfil.




Eletricista de construção civil (M/F) - Lisboa


Descrição da Empresa

A Vertente Humana é uma empresa que presta serviços na área dos recursos humanos e tem como principal objectivo prestar serviços de elevada qualidade que correspondam às necessidades especificas de cada cliente, contribuindo assim, para um aumento da produtividade e competitividade da empresa cliente e consequentemente para o seu desenvolvimento. Possuimos uma equipa qualificada, motivada e integralmente vocacionada para o cliente, com a capacidade de proporcionar aos seus clientes serviços integrais e desenvolver soluções completas e adequadas a cada caso especifico.

Registada há 11 anos no SAPO Emprego 18810 ofertas anunciadas nos últimos 6 meses

Detalhe da Função

Referência: 0000003476

Empresa:
VERTENTE HUMANA

Descrição:
A Vertente Humana está a recrutar um eletricista (M/F) de construção civil para Lisboa.

Horário: 8h -17h de 2ª a 6ª feira - pontualmente pode ser necessário trabalhar ao sábado.

Requisitos:
- Habilitações literárias ao nível do 12º ano;
- Experiência profissional comprovada na função (mínimo 10 anos) - obrigatório;
- Técnico inscrito na DGEG - obrigatório;
- Carta de condução categoria B - obrigatório;
- Grande sentido de responsabilidade;
- Disponibilidade imediata


Oferta:
- Contrato de trabalho diretamente com empresa cliente;
- Vencimento competitivo;




Responda a esta oferta em: http://www.vertentehumana.pt

Pesquise também por: Eletricista  |  de  |  construção  |  civil  |  MF  |  -  |  Lisboa  |  0000003476

SAPO EMPREGO

Não perca nem mais uma oportunidade!

As melhores ofertas de Emprego no seu email de segunda a sexta.

Subscrever Newsletter

Procura por Data de Publicação

Procura por País

Procura por Categoria

Procura por Experiência Profissional

Procura por Habilitações Académicas

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS