Uma segunda oportunidade


Procura de Emprego

SAPO Emprego

Saiba quando deve arriscar outra vez.

Ser afastado de um processo de recrutamento, seja numa fase inicial ou já com um pé na empresa, é algo por que quase todos já passámos em algum momento das nossas vidas. Naturalmente, a rejeição faz parte da vida profissional e é importante que encare isto como uma oportunidade para aprender.
Mas o que fazer quando surge uma nova oferta de emprego para a empresa que, noutra altura, o rejeitou? Deverá pôr a hipótese logo de lado? Certamente que não! Conheça os motivos para tentar uma nova candidatura e a melhor forma de actuar para que esta seja mais bem sucedida.

Os motivos para tentar de novo...
# O facto de ter sido rejeitado não quer dizer que tenha estado muito longe de conseguir o lugar. Por vezes, são pequenos detalhes que levam a preterir um candidato em relação a outro e nem sempre podemos garantir que a escolha foi totalmente objectiva.
# Se conseguiu chegar à entrevista, tem já uma vantagem sobre os outros candidatos. Se o seu Curriculum foi atractivo uma vez, porque não voltar a tentar?
# O facto de conhecer a cultura da empresa é sempre um ponto a favor. Se teve um contacto anterior com a organização, está já familiarizado com a forma como as pessoas agem, se o ambiente é muito formal ou mais informal, que tipo de hierarquias existem, entre outras...
# A não ser que a sua candidatura tenha ficado muito negativamente por algum motivo, é pouco provável que a empresa tenha preconceitos com candidatos anteriores.
# Mesmo que esteja certo que o seu afastamento se deveu a questões meramente pessoais (falta de empatia com o seleccionador, por exemplo) pense esta poderá ser a oportunidade para tentar uma nova abordagem. De qualquer modo, se já passou algum tempo, o decisor pode até já nem ser o mesmo.

Como Agir
# Não há regras em relação ao tempo que deve esperar para fazer uma nova candidatura. Alguns especialistas indicam o prazo de 60/90 dias como razoável para tentar uma nova abordagem (especialmente se for espontânea).
# Não se candidate para funções para as quais não está minimamente habilitado e nas quais não tem um verdadeiro interesse, só porque quer muito trabalhar naquela empresa.
# Se abordado durante a entrevista sobre a sua “recandidatura”, saiba expor a sua motivação e as razões que o levaram a tentar de novo.
# Se chegar novamente à fase da entrevista, concentre-se nesta candidatura e não arraste consigo o “peso” da rejeição anterior. Fundamentalmente, saiba distanciar-se emocionalmente e não procurar justificações.
# Mesmo que a vaga em aberto seja a mesma e não tenha passado muito tempo da sua candidatura, não receie uma nova aproximação. Poderá ter acontecido que o candidato seleccionado não cumpriu as expectativas e agora é a sua oportunidade de “brilhar”.
Aproveite o que identificou que possa ter falhado da última vez e aposte em fazer desses “pontos fracos” as suas melhores mais valias.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego