Entrevista baseada em Stress


Entrevistas de Emprego

SAPO Emprego

Quando o candidato é posto à prova.

Para a maioria dos candidatos o momento da entrevista é o mais complicado de todo o processo selectivo. Para ajudar ao cenário, já de si tão intimidante, existem entrevistas que fogem por completo ao modelo tradicional, nas quais o entrevistador cria situações de stress propositadamente para pôr o candidato “à prova”.
A ideia pode parecer assustadora mas, para evitar o pânico total, é importante preparar-se para a eventualidade de ter de encarar uma situação destas.

Os objectivos do entrevistador
Normalmente, o objectivo principal deste tipo de entrevistas é tentar desconstruir uma eventual imagem "fabricada”, longe do verdadeiro perfil do candidato, e que este cria com o exclusivo objectivo de agradar ao entrevistador.
Perante situações inesperadas, será mais fácil analisar o candidato como ele é na realidade, uma vez que as suas reacções terão maior espontaneidade.
Impaciência, calma ou criatividade, são exemplos de rasgos da personalidade que saltam facilmente à vista neste tipo de circunstâncias.

Técnicas utilizadas
Entre as mais frequentes situações geradas temos, por exemplo:
# Confrontar o candidato com uma questão completamente inesperada e que não parece ter qualquer relevância. Por exemplo: "Se fosse um carro, que modelo seria?" ou "O que faria se ganhasse o Euromilhões?".
# Demonstrar alguma antipatia ou aborrecimento logo no primeiro contacto, e manter uma “cara poucos amigos” durante toda a entrevista.
# Manter um silêncio constrangedor após ouvir uma resposta do candidato, ou enquanto analisa o CV...
# Contradizer o candidato ou provocar um confronto de opiniões.
# Fazer quatro ou cinco perguntas sequenciais, sobretudo quando se apercebe de que a primeira resposta é “ensaiada”, para desarmar o candidato.

Estratégias para lidar com a situação:
# Se ficar atrapalhado e não lhe ocorrerem as palavras adequadas ou perder o sentido a meio do discurso, não entre em pânico, procure fazer uma pequena pausa para reorganizar ideias.
# Esteja ciente que, nestes casos, nem sempre é a resposta em si que está em jogo, mas sim a forma como lida com o inesperado.
# Mostre que é um bom ouvinte. Não comece a responder, até ter acabado de ouvir a questão.
# Não se apresse a dar uma resposta. Organize os seus pensamentos e responda de forma calma, confiante e profissional.
# Não encare este tipo de entrevista de forma pessoal. Lembre-se que deve acima de tudo demonstrar que é um profissional capaz de lidar com contrariedades e situações de stress elevado.
# Antes de perder a calma e, consequentemente, correr o risco de perder também a razão, lembre-se que está a ser avaliado e cada comportamento seu influenciará o processo de selecção.
# Procure manter uma postura, ainda que aparente, de segurança e calma. Respire fundo, fale devagar e mantenha um tom de voz moderado.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego