Profissionais introvertidos


Ambiente de Trabalho

SAPO Emprego

Quando a timidez controla a carreira.

De acordo com alguns estudos elaborados, cerca de 48% da população revela um grau médio ou elevado de timidez. Passando este quadro para a esfera profissional, facilmente se conclui que são muitos os profissionais introvertidos e, dentro de uma equipa de trabalho, esta característica “afecta” cerca de metade das pessoas. Mas enquanto que, para alguns, a timidez afecta o seu percurso profissional, criando mais obstáculos para o desenvolvimento da sua carreira, existem outros que ultrapassam com facilidade  este “bloqueio”, gerindo eficazmente as situações em que poderiam estar em desvantagem devido à timidez.

Se é daqueles que se sente incomodado quando está com pessoas desconhecidas, odeia falar em público e não suporta atrair atenções, estas dicas são para si!

# Elabore uma lista das suas principais qualidades, pedindo ajuda à família e amigos. Muitas vezes, a timidez é apenas resultado de baixa auto-estima e a melhor estratégia para a combater é reunir as suas melhores características, reforçando a imagem que tem de si próprio.

# Aprenda a falar (positivamente) de si próprio. É muito comum no contexto profissional (por exemplo, numa entrevista de emprego ou mesmo num processo de promoção) pedirem-lhe para “falar de si” e é importante que esteja suficientemente confortável para poder “apresentar-se” com segurança e à vontade.

# Algumas pessoas tendem a confundir timidez com antipatia. Seja simpático e sorria bastante para que, no seu caso, uma coisa não seja sinónimo da outra. Se precisar de se “esconder”, que seja atrás de um sorriso!

# Esforce-se por conviver mais com pessoas diferentes. Os amigos podem ser uma boa ajuda para estimular novos contactos, apresentando-o a outros amigos. Nada melhor do que manter-se na sua “zona de conforto” para que a timidez não seja um bloqueio ao desenvolvimento de novas relações.

# Pelo seu feitio mais reservado é comum as pessoas mais introvertidas terem uma característica bem vincada: o “saber-ouvir”. Aperfeiçoe esta capacidade, pois é uma vantagem competitiva inegável na esfera profissional.

# Não se compare permanentemente com pessoas mais extrovertidas. Ser diferente não significa ser pior e, apesar da capacidade de comunicação ser uma excelente mais-valia, existem sempre outras competências e áreas relevantes pelas quais se poderá destacar.

# A Internet pode ajudar a resolver muitos problemas de comunicação. Se for uma questão em que o contacto pessoal seja particularmente difícil, pode sempre optar por enviar um email.  Mas cuidado, não abuse deste “refúgio”!

# Aproveite os momentos de maior descontração (por exemplo, a hora de almoço) para se aproximar e trocar algumas ideias com aqueles colegas com quem sente menos proximidade. Para facilitar a abordagem, planeie bem antes o que pretende dizer.

# Aposte em áreas e funções que se adaptem mais facilmente ao seu tipo de personalidade, e onde  o trabalho em equipa e as capacidades de comunicação não sejam indispensáveis.

# Envolva-se nas actividades da empresa, a nível de voluntariado e/ou tempos livres. Desta forma, terá mais uma oportunidade de se relacionar com os colegas da empresa sem ter de forçar a aproximação inicial.

# Assuma a sua timidez. Se as pessoas à sua volta souberem que se sente mais intimidado em algumas circunstâncias terão mais compreensão para essa “debilidade” e poderão ajudá-lo a ultrapassar.

# Enfrente os seus receios! Se falar em público o faz ficar nervoso, pratique e exercite esta competência ao máximo. Entre amigos, em familia ou mesmo em frente ao espelho, faça do comunicar para um público algo natural e expontâneo.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego