Passos Arriscados


Desenvolvimento de Carreira

SAPO Emprego

Jogadas que podem colocar a carreira em risco.

Ao longo da nossa carreira podemos ser confrontados com situações que fogem ao nosso controlo e que podem alterar de forma negativa o seu curso. Outras vezes, é das nossas próprias decisões que surgem consequências menos positivas para o rumo profissional que pretendemos seguir. Nestes últimos casos, fica sempre a sensação de que aquele passo em falso poderia ter sido evitado e que a escolha certa teria feito a diferença para o desenrolar dos acontecimentos.
Conheça alguns dos passos mais arriscados que pode dar na sua carreira e que, em determinadas circunstâncias, podem mesmo vir a colocá-la em perigo.


# Não investir em formação. Se já está há algum tempo na mesma empresa, é natural que tenha alguma tendência para estagnar e pensar que já não tem nada para provar a ninguém. Acontece que hoje em dia o mercado de trabalho é muito volátil e nunca se sabe quando pode precisar de procurar um novo emprego. A sua empregabilidade estará provavelmente reduzida, neste caso.

#  Mudar sem pensar.
O facto de já não ser possível acreditar na ideia de “um emprego para a vida”, não justifica fazer mudanças de emprego completamente infundadas. Mudar de emprego “só porque sim”, sem pesquisar adequadamente a empresa para a a qual se está a propôr trabalhar, pode constituir um grande risco para a sua carreira.

# Sair sem alternativas. Da forma que está o mercado de trabalho actualmente, é quase impensável abandonar um emprego que oferece alguma estabilidade sem que antes tenha uma alternativa viável “só” porque está cansado do mesmo. Não deve descurar o peso que o desemprego de longa duração tem no nosso país.

# Abrir um negócio próprio sem bases.
Para muitas pessoas a ideia de abrir um negócio próprio corresponde ao sonho máximo de carreira. Mas precipitar esse passo sem que estejam reunidas, pelo menos,  as condições básicas necessárias pode ser catastrófico.

# Não se preparar – Quem procura emprego e não prepara convenientemente as suas candidaturas está a dificultar muito a sua própria vida. O mercado de trabalho é muito competitivo e não se compadece com a falta de dedicação por parte de quem pretende encontrar “portas abertas”.

# Discutir com o chefe – É natural que as pessoas entrem, de vez em quando, em confronto de ideias com os colegas e até com o chefe. Mas quando é ultrapassada a barreira do razoável e a discussão se torna “feia”, o chefe pode não gostar de ver a sua autoridade posta em causa, e tentar tornar a sua vida mais complicada.

# Ser um mau colega – O facto de ser um mau colega pode ser bastante prejudicial para a sua carreira. Não deve esperar que os seus colegas sejam solidários, se tiver sido sempre uma pessoa difícil e nunca tiver feito algum esforço para ajudá-los quando precisaram.

# Fazer bluff –   Algumas pessoas pensam que a forma mais simples de conseguir melhorar as suas condições, consiste em simular uma proposta de emprego de outra empresa. Apesar de até ser possível conseguir resultados positivos utilizando este estratagema, os riscos inerentes também são muito grandes. Até porque cada vez existe mais no mundo empresarial a ideia de que ninguém é insubstituível.

Publicidade

Siga-nos em:
Twitter   Facebook   LinkedIn   RSS   MEO Kanal - SAPO Emprego